lost

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Dez anos mais tarde, a TV ainda experimenta as influências e as novidades que a série trouxe tanto para o estilo de narrativa, quanto para a publicidade que envolveu esta ilha misteriosa.

Os produtores J.J. Abrams, Damon Lindelof e Carlton Cuse, tomaram a iniciativa de produzir algo completamente novo e impactante, sobre os sobreviventes de um grandioso acidente de avião. Após a queda, os sobreviventes se deparam em uma ilha “aparentemente” deserta, e desde então, muita coisa estranha e misteriosa acontece.

A ousadia no modo de contar as histórias, com flash-backs e flash-fowards, até a forma de envolver a audiência. Muito do que veio após o fim da série continua bebendo dessa grandiosa fonte, que saiu dos padrões do que era feito para a televisão na época.

A maioria das cenas foi gravada no Havaí, e para ter uma ideia de custos, o primeiro episódio sozinho teve custo recorde de US$ 10 milhões, o que estabeleceu uma nova maneira dos produtores e investidores, olharem para seriados e em como lucrar com ela.

O estilo de contar a história também surpreendeu, com mistérios e situações que prendiam o público, como os já citados presente, passado e futuro, mas também com realidades paralelas. O modo em que cada personagem foi desenvolvido também foi uma característica marcante do seriado. Seu passado era contato distribuído em vários episódios, e até o fim, cada pessoa ficou indecisa sobre quem era mocinho ou quem era bandido. Cada episódio era aguardado ansiosamente pela exibição, e no dia seguinte era assunto nas principais redes sociais e também nas conversas de escritório.

Veja alguns dos momentos épicos da séria e também algumas publicidades que viraram notícias mundiais, na galeria abaixo.

Gostou dessa matéria? Comente sobre a sua opinião!

Anúncio

Ultimas noticias