Liberty 2016 contará com apoio da Rock Pixel

Liberty 2016

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Em 2016, pela segunda vez, o Brasil sediará um seminário do Liberty and Inovation Marathon, que difundirá as ideias liberais-clássicas de uma maneira inovadora e, sobretudo, muito produtiva. Durante uma semana, mais de 3.000 jovens ampliarão seus conhecimentos em economia, política, sociedade e empreendedorismo por meio do uso de idiomas estrangeiros, principalmente o inglês, hoje considerado a língua franca mundial, e do espanhol.  

A Rock Pixel recebeu o convite através da Presidente do Conselho Jovem Empreendedor de Cascavel,  Silvana Luiza Da Silva Ribeiro, para participar da divulgação deste projeto conduzido pela FACIAP Jovem, produzindo a ferramenta online onde serão expostos todos os dados do evento.

A Rock Pixel prontamente respondeu o convite, e contribui com este evento, desenvolvendo o site para divulgação das palestras, do histórico e dos palestrantes, com inscrição e pagamento online, e também um sistema administrativo exclusivo para confirmação de presença online no dia do evento, para facilitar o uso do staff, e emissão posterior do certificado de presença.

Este site será entregue como patrocínio aos coordenadores do evento, como forma de contribuir para este seminário tão importante para nossos jovens, líderes e formadores de opinião.

Nos orgulhamos muito por ter feito parte do processo de seleção das empresas, e ainda mais por contribuir com a realização, e fazer parte deste projeto fantástico. Agradecemos também o convite da Silvana, que faz parte da diretoria da ACIC (Associação Comercial e Industrial de Cascavel) e também da CACIOPAR (Coordenadoria das Associações Comerciais e Industriais do Oeste do Paraná).

Conheça um pouco mais sobre o Liberty 2016

A organização de um seminário do tipo no país é, em si, desafiadora: carecemos de iniciativas do tipo, e muitos brasileiros, mesmo lideranças jovens, têm um conhecimento em idiomas aquém das necessidades que exigem a nova posição assumida pelo Brasil na percepção mundial.  

A contribuição dos organizadores com a formação de novas lideranças dá-se, pois, em dois principais e importantíssimos sentidos: o do estímulo ao aperfeiçoamento de um segundo idioma e da difusão das ideias liberais-clássicas entre lideranças já comprometidas ou que tenham potencial em comprometer-se com o ideário que mais desenvolvimento e prosperidade gerou ao mundo contemporâneo.  

No ano de 2012, o Brasil perdeu quinze posições no Índice de Proficiência em Inglês, ranking organizado pela Education First (EP), empresa fundada na Suécia e especializada em intercâmbio. Com a queda, o país ficou no 46º lugar entre 54 nações, de acordo com a revista Veja (24/10/2012). Dessa forma, levando-se em conta a necessidade de ampliar e incrementar os estudos do inglês no país, surgiu a oportunidade de sediarmos um evento com imersão na língua juntamente a palestras com temas em defesa das liberdades individuais e do empreendedorismo, cujas discussões são tão necessárias ao país.   

Em 2016, pela segunda vez, o Brasil sediará um seminário do Liberty and Inovation Marathon, que difundirá as ideias liberais-clássicas de uma maneira inovadora e, sobretudo, muito produtiva. Durante uma semana, mais de 3.000 jovens ampliarão seus conhecimentos em economia, política, sociedade e empreendedorismo por meio do uso de idiomas estrangeiros, principalmente o inglês, hoje considerado a língua franca mundial, e do espanhol.  

A organização de um seminário do tipo no país é, em si, desafiadora: carecemos de iniciativas do tipo, e muitos brasileiros, mesmo lideranças jovens, têm um conhecimento em idiomas aquém das necessidades que exigem a nova posição assumida pelo Brasil na percepção mundial.  

A contribuição dos organizadores com a formação de novas lideranças dá-se, pois, em dois principais e importantíssimos sentidos: o do estímulo ao aperfeiçoamento de um segundo idioma e da difusão das ideias liberais-clássicas entre lideranças já comprometidas ou que tenham potencial em comprometer-se com o ideário que mais desenvolvimento e prosperidade gerou ao mundo contemporâneo.  

No ano de 2012, o Brasil perdeu quinze posições no Índice de Proficiência em Inglês, ranking organizado pela Education First (EP), empresa fundada na Suécia e especializada em intercâmbio. Com a queda, o país ficou no 46º lugar entre 54 nações, de acordo com a revista Veja (24/10/2012). Dessa forma, levando-se em conta a necessidade de ampliar e incrementar os estudos do inglês no país, surgiu a oportunidade de sediarmos um evento com imersão na língua juntamente a palestras com temas em defesa das liberdades individuais e do empreendedorismo, cujas discussões são tão necessárias ao país.   

Gostou dessa matéria? Comente sobre a sua opinião!

Anúncio

Ultimas noticias

Pesquisar