Fique de olho nas trapaças das métricas do Facebook

Facebook mentiu em suas métricas

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

Se desejar escutar o conteúdo dessa matéria em formato de áudio, o player abaixo fará isso pra você!
É só dar o play ▶️

Em tempos de marketing digital, a plataforma de anúncios do Facebook é um dos principais meios de divulgação da sua marca online.

Ao anunciar com o Facebook Ads é possível atingir um número maior de pessoas interessadas no seu negócio, uma vez que é possível definir o público de acordo com localização, idade, profissão, interesses, formas de navegação, se é casado ou solteiro, se utiliza Samsung ou iPhone, e outras dezenas de opções sobre um indivíduo que você está querendo atingir com seu produto.

Além de muitas outras ferramentas do gerenciador de anúncios do Facebook, a plataforma também permite que o anunciante possa analisar as métricas, que nada mais são do que indicadores de resultados de cada anúncio.

O Facebook Ads é uma plataforma para comprar mídia nos canais do Facebook
O Facebook Ads é uma plataforma para comprar mídia nos canais do Facebook

Métricas do Facebook: o que são elas?

Quer saber quantas pessoas começaram a seguir sua página depois que você anunciou determinado produto? As métricas irão te responder.

Dentro do “pacote” de métricas, existe a possibilidade de saber a quantidade de pessoas que viram, curtiram, comentaram, clicaram e compartilharam o seu anúncio, assim como também temos como saber, quantas pessoas deixaram de seguir a página depois de que uma publicação foi promovida.

No caso de anúncios com vídeo, as métricas expõem a média de tempo que as pessoas permaneceram assistindo. Desta forma temos como saber se o conteúdo do vídeo gerou interesse para o público ou não.

E é justamente neste quesito de vídeos, que o Facebook entrou em uma grande fria, e começou a manipular os resultados que eram mostrados para os anunciantes.

O Facebook Ads tem um painel para acompanhar as performances dos anúncios
O Facebook Ads tem um painel para acompanhar as performances dos anúncios

Entenda o que aconteceu.

Falando em métricas de vídeo, no ano de 2019 o Facebook se envolveu em uma polêmica com esta ferramenta, pois alguns anunciantes achavam que o Facebook estava inflando as visualizações.

O caso começou a ser notado ainda no ano de 2016, quando as agências de publicidade que estavam anunciando na plataforma, começaram a notar que os números estavam muito, mais muito acima do que eles estavam esperando, e os resultados das campanhas não estavam batendo com aqueles números. Este caso só teve seu desfecho no fim de 2019, quando o Facebook foi condenado a pagar uma multa, após um processo que gerou algumas dores de cabeça ao Zuckerberg.

Métricas de vídeo do Facebook: a trapaça

O ano era 2016, os vídeos na plataforma do Facebook estavam começando a bombar.

Criadores de conteúdo em vídeo, como a produtora de comédia Funny or Die (uma espécie de Porta dos Fundos americana), que tem seu próprio site de entretenimento, começaram a migrar seus vídeos para o Facebook, na esperança de ter mais resultados, uma vez que Mark Zuckerberg mostrava que o que mais dava resultado em conteúdos na web, eram os vídeos na rede social, e por coincidência, o Instagram e o Youtube foram as redes sociais que mais cresceram, na época.

Acontece que não era bem assim que a banda estava tocando.

Mark Zuckerberg acabou com uma bela dor de cabeça
Mark Zuckerberg acabou com uma bela dor de cabeça

Agências de publicidade denunciaram o Facebook por estar superestimando o tempo médio que as pessoas assistiam aos vídeos, levando em conta apenas aqueles que eram vistos por mais de 3 segundos. O resto era meramente ignorado.

Os altos índices de tempo de visualização eram de 60%, 80% chegando a 900% a mais do que a realidade em alguns casos. As empresas investiram cerca de 100 milhões em anúncios em formato de vídeo, mas o retorno não se deu conforme o esperado.

Mark Zuckerberg reconheceu o erro e o corrigiu no mesmo instante, mas deixou muitos anunciantes na dúvida se as outras métricas que a plataforma apresentava, era realmente o que a ferramenta estava entregando.

Em 2019 o Facebook foi condenado a pagar uma multa de 40 milhões de dólares, sendo 30% destinado para as empresas que foram prejudicadas e entraram com o processo.

Na ocasião ainda entraram em questão sobre a prestação de contas que o Facebook deveria apresentar ao Estado.

Vale a pena anunciar no Facebook?

Diante deste cenário, você deve estar se perguntando: ainda vale a pena anunciar meu produto no Facebook?

A resposta é sim.

Apesar do enrosco em que Mark Zuckerberg se meteu, ficar de fora da ferramenta, que é uma das principais plataforma de anúncio digital, será muito prejudicial para sua empresa. E por quê? Porque ela traz resultado. Muuuuuito resultado.

O mundo todo está online, seja no Facebook, no Instagram ou WhatsApp. As empresas devem estar onde seus consumidores estão. E estas 3 principais ferramentas, são propriedades de quem? Do titio Mark.

Se você ficar de fora de 1, já estará fora de 3.

A plataforma de anúncios do Facebook Ads ainda é muito atrativa
A plataforma de anúncios do Facebook Ads ainda é muito atrativa

Pode ficar tranquilo!

É claro que o Facebook está firme e forte em sua jornada de levar notícias para todos, e trazer também aquelas fotos dos seus amigos em lugares surreais e paradisíacos, e te fazem sentir uma pontinha de inveja.

Atualmente estão lançando uma nova plataforma de realidade virtual chamada Facebook Horizon, e com certeza estão negociando uma outra ferramenta para monetizar um pouco mais, e atingir novos públicos.

As métricas trazem muitas informações sobre os resultados dos anúncios. É muito importante estar sempre de olho, e acompanhar diariamente os números que são apresentados, para saber o que é mais assertivo para seu público.

Mas os anúncios vão muito além de investir uma boa quantidade de dinheiro para alcançar visualizações. Levar conteúdo de qualidade para as pessoas, é o que alimenta os algoritmos das redes do Facebook e do Google.

Então mais do que investir em anúncio, invista em boas histórias. Cative seu público e ofereça um conteúdo de qualidade, com dicas, notícias e informação.

Seu público agradece!

Gostou dessa matéria? Comente sobre a sua opinião!

Anúncio

Ultimas noticias

Pesquisar